Skip to content
Anúncios

Cidade Ocidental e outras cidades do Entorno do DF sofrem com constante falta d’água

Foto: Correio Braziliense

Não faltam reportagens em relação a falta de água em Cidade Ocidental. É sábido que a região conhecida como “Nem”: nem Goiás, nem DF, sofre barbaramente com o descaso do governo de Goiás. Além desse descaso, ainda houve uma urbanização acelerada e desordenada que provocou ainda mais caos na região do Entorno. A região além de sofrer com a pobreza, desemprego e violência, ainda sofre com problema de falta de redes de esgoto e vive constantemente sob racionamento de água. A falta de água em Cidade Ocidental é assunto nos noticiários há anos, mas até hoje o problema não se encontra resolvido.

Em um documento assinado em 2010 entre MP, Prefeitura de Cidade Ocidental e Saneago observa-se o crescimento urbano desordenado, com inobservância quanto à preservação de mananciais e áreas de preservação permanente, resultando na insuficiência de reservatórios de água potável no Entorno do Distrito Federal, com recorrente escassez de água.

Foi ressaltado ainda que a Região do Entorno do DF possui altos índices de acidez da água (excesso de ferro e manganês). Além disso, inúmeros casos de hepatite, diarreia e outras patologias oriundas, dentre outras causas, da inadequada qualidade da água.

Um reportagem do jornal Correio Braziliense de 2003, dizia que em 10 anos as cidades do Entorno enfrentariam um problema grave de escassez de água, ou talvez ficariam até sem o bem precioso caso o crescimento desordenado e  a falta de políticas de proteção e conservação de mananciais continuassem a se perpetuar. A previsão sombria por enquanto está se tornando real.

Uma alternativa para o abastecimento das cidades seria a utilização das águas do lago de Corumba IV, mas, segundo especialistas, a usina anunciada como a salvação para o abastecimento de água e geração de energia elétrica do DF poderia ser comprometida pela poluição do rio Corumbá.

O problema é a contaminação do afluente do Corumbá — o rio Descoberto — com a falta de tratamento do esgoto vindo de das cidades de Águas Lindas, Santo Antônio do Descoberto (GO) e Padre Bernardo (GO). A poluição, explica os especialistas, pode provocar um processo denominado eutrofização — a fertilização excessiva das águas pelo esgoto. A matéria orgânica e os nutrientes causam a proliferação de algas que consomem todo o oxigênio da água e acarreta a conseqüente morte dos peixes. ‘‘A água apodrece e fica imprópria para consumo humano, e ainda inviabiliza a geração de energia.’’

Enquanto não se resolve o problema do saneamento nas cidades do Entorno, a população fica refém da falta de água, podendo haver até uma inviabilização de moradias na região, por conta da poluição em excesso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: