Skip to content
Anúncios

O Terror dos lagos e lagoas: A Eutrofização Acelerada.

O que é a Eutrofização?

Meu caros, a eutrofização, ao contrário do que muitos pensam, é um processo natural, raro, lento, associado ao tempo de evolução dos ecossistemas. Manifesta-se geralmente pelo aumento de nutrientes disponíveis na água, principalmente fósforo e nitrogênio. Observa-se nesses casos a proliferação de algas e outros vegetais. O problema é que nós, os seres humanos, temos acelerado bastante o processo de eutrofização. Mas como?

As zonas urbanas contribuem com a fertilização das águas através dos esgotos domésticos ou industriais. Na zona rural nós temos problemas com o uso de fertilizantes agrícolas. Em ambos os casos, o principal componente que chega até os rios é o fósforo, mas o nitrogênio também tem sua parte significativa de contribuição. Existem outros fatores que também contribuem para a ocorrência da eutrofização, tais como temperatura e radiação solar. Regiões tropicais possuem uma tendência maior para a eutrofização.  Ela ocorre principalmente em lagos, lagoas e represas, mas rios e córregos com um fluxo mais lento também podem sofrer seus efeitos. Lagos que são menos profundos tem maior tendência a se tornarem eutrofizados, pois permitem maior incidência da luz solar.

Com o aumento de nutrientes na água, as algas multiplicam-se com uma rapidez extraordinária, formando uma espessa cortina verde à superfície da água, a qual impede a penetração da luz até às zonas profundas. Como consequência, as colônias de algas que se encontram na parte mais funda do lago deixam de receber luz. Impossibilitadas de realizar a fotossíntese, acabam morrendo e entrando em decomposição, o que faz com que os organismos decompositores consumam a matéria orgânica gerada e consequentemente o oxigênio disponível. O fundo do lago se torna um ambiente anaeróbio( ausência de oxigênio). Apesar das algas das camadas superiores continuarem a receber luz e a produzir oxigénio, a maior parte deste gás perde-se para a atmosfera.

Os lagos e lagoas então entram num processo conhecido como anóxia(falta de oxigênio). Peixes e outros organismos dependentes de oxigênio morrem. A morte de algas também libera gases tóxicos que favorecem o aparecimento de algas conhecidas como cianofíceas ou algas azuis.

Em resumo, dentre as consequências negativas que atingem um lago eutrofizado podemos citar:
– Poucas espécies sobrevivem às condições adversas;
– baixos teores de oxigênio dissolvido alteram a composição das espécies presentes no meio;
– a decomposição anaeróbia no fundo do lago libera metano e gás sulfídrico e amônia, o que provoca mau cheiro.
– alteração das algas presentes no lago de acordo com a quantidade de nutrientes. Se não houver nitrogênio em forma de nitratos haverá crescimento de algas azuis.
– A água se torna imprória ao consumo humano, mesmo após tratamento.
– Não é recomendada nem a recreação de contato nessas águas

Eutrofização – Aumento excessivo no número de algas devido a grande quantidade de nutrientes nas águas.

Algas se aproveitam da luz, calor e nutrientes das águas. Nessas águas há grande lançamento de esgotos domésticos

Muitas plantas aquáticas e algas

Afluente do córrego das fotos acima. Também sofre com a poluição de suas águas. Muitas algas em suas margens e em seu interior

Anúncios

11 Comments »

  1. Estudei nas aulas de ecologia com a professora sônia e com o Professor Francisco em quimica.
    Tecnologo IFES Campos Colatina ES.
    Leila Angela

    Curtir

    • Olá Vitória. Obrigado pela visita. Uma das principais características de corpos d’água eutrofizados é que eles perdem a capacidade de se autodepurarem, ou seja, não são capazes mais de se limpar. Os seres humanos são afetados na medida que a água se torna imprópria para o consumo, principalmente se for tomada pelas cianobactérias que geram as cianotoxinas, altamente tóxicas para o fígado. Nesse caso o tratamento convencional da água não remove essas toxinas, ficando a água contaminada. A biodiversidade também é bastante afetada pois a fauna e a flora do ambiente são completamente alteradas.

      Curtir

  2. Oi, gostei muito do seu Blog! Gostaria de saber, qual é a melhor alternativa para se tratar um lago eutrofizado? É utilizado, ou teria como utlizar um sistema de filtragem ou algo assim? Sera que demora muito tempo para o lago se recuperar? Obrigado pela atenção, Abraços

    Curtir

    • Olá Patricia! Obrigado pela visita. Que bom que tenha gostado do blog, ficamos muito felizes!
      Um dos principais problemas da eutrofização é que o corpo d’água perde a capacidade de se autodepurar, ele não consegue mais se limpar. A primeira coisa que deve ser feita para se tratar um lago eutrofizado é retirar a fonte de nutrientes que está contaminando a água. Fertilizantes químicos e principalmente esgotos domésticos e/ou industriais são fontes de nitrogênio e/ou fósforo que podem vir diretamente dos produtos lançados no corpo d’água ou através da digestão de matéria orgânica pelas bactérias. Esses dois nutrientes são os principais alimentos de plantas aquáticas, algas e cianobactérias. Eliminando a fonte dos nutrientes já se resolve, na maioria dos casos, o problema. Se não, pode-se fazer o manejo de plantas no local, elevar a vazão do corpo d’água e em casos extremos utilizar produtos químicos que matam as algas ( Só em caso extremo). Pode-se até mesmo se retirar completamente a água , no caso de lagos, para que uma água limpa ocupe o lugar da água contaminada. Mas lembre-se, a fonte do excesso de nutrientes deve ser eliminada.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: