Skip to content
Anúncios

Você conhece a Pitanga do Cerrado?

Devo-lhes confessar, eu que sou nascido no estado de Goiás, que faz parte do bioma Cerrado, só vim a conhecer essa fruta há menos de 1 ano, e olha que eu nasci há 31 anos atrás! Do meu ponto de vista, é mais gostosa do que a Pitanga convencional, é um gosto de pelo menos umas 3 outras frutas juntas, que no momento não me recordo, terei que comer de novo, mas posso dizer que existe um pouco de pitanga mesmo no gosto, uma delícia, e olha que o formato da fruta lembra um pouco o café. O pé da pitanga do Cerrado é bem pequeno, olhares desatentos andando pela mata dificilmente enxergam a fruta. Infelizmente é uma fruta que corre o risco de sumir, como a grande maioria das frutas do Cerrado, visto que, infelizmente, o Cerrado está sendo dizimado, dando lugar a plantações de soja, cana de açucar e pastagens. Pena! Abaixo coloco um pouco mais sobre essa deliciosa fruta, praticamente desconhecida da maioria das pessoas.
PITANGA DO CERRADO

A pitanga-do-cerrado, arbustiva, produz pequenos frutos vermelhos, semelhantes aos da pitangueira nativa da Região Sul do País, mais conhecida e cultivada. A planta do Cerrado é um arbusto que atinge no máximo 1,5 metro e floresce nos meses de setembro e outubro.

Seus frutos são mais alongados que a variedade do Sul e amadurecem em novembro. É encontrada sobretudo em áreas de Cerrado com latossolo vermelho e pode ser propagada sem maiores dificuldades. É também uma planta perene, semelhante à gabiroba, outra frutífera nativa. Em jardins, aconselha Nabor Júnior, pode ser usada com bordaduras ou isolada em gramados para se destacar. “É preciso estar ciente que, por ser caducifólia, ela fica ‘apagada’ durante o período mais frio do ano, de junho a agosto” ressalva Nabor Júnior.

Além da floração, a planta também tem como atrativo a folhagem, com folhas bonitas e alongadas e brotações vermelhas que contrastam com o verde. É uma opção para quem realmente valoriza a vegetação do Cerrado e não para os que se interessam apenas por plantas que apresentem efeito ornamental durante todo o ano.

Fonte: http://www.altiplano.com.br/0702arvorequintal.html

Anúncios

9 Comments »

  1. hoje conheci a pitanguinha do cerrado, achei um oasis próximo a uma reserva, mas infelizmente alguns fazendeiros não dão nenhuma importância ou seja ele mandam roçar para não abafar o pasto, tinha: marolo, pitanga do serrado, marmelinho, gabirova e outras que dizem existir por lá que ainda não conheço.

    Curtir

  2. Parabéns excelente introdução, não há conhecia minha menina ganhou uma muda na escola então resolvi pesquisa sobre a pitanga do cerrado, e sua matéria foi fundamental p que eu conhecesse.

    Curtir

  3. nossa amo essa fruta ,de sabor original,tao diferente das outras encontradas nos quintais.lembro que na minha infancia tinha tantas pelos pastos que comiamos sem parar.minha mae vazia uma geleia deliciosa pra comer com queijo e tambem suco . essa fruta tem sabor da infancia e me deu uma saudade danada.

    Curtir

    • Olá Rosely. Agradeço a visita. Infelizmente não sei lhe informar de algum local em Minas Gerais onde você irá encontrar mudas de Pitanga do Cerrado. Aqui na região da Serra das Areias no município de Aparecida de Goiânia – Goiás, elas são abundantes. Já comprei mudas ou sementes de plantas que não haviam por aqui através da internet. Acredito que você consiga encontrar no Mercado Livre. Se tivesse por aqui agora eu até enviava, mas não está na época ainda. Abs.

      Curtir

  4. Moro no sul do Brasil, Criciuma -SC ,meu pé desta fruta esta com 2,5 metros não sabia qual era o nome ! quando me deram a muda , deram como cereja ,foi neste site que conheci o nome dela .
    Na primeira vez que deu frutos só nasceram umas 10 unidades , agora na segunda vez acho que tem umas 30 unidades , e muito gostosa esta fruta .

    Curtir

    • Olá Osvaldo. Obrigado pela visita! Seu pé está bem grande! Também acho essa fruta muito gostosa. Aqui no Cerrado os nossos exemplares crescem mais como arbustos, não passam de 1 metro. Fico feliz por você ter descoberto o nome da fruta através aqui do blog. E feliz por saber que existem exemplares desse tamanho no sul do país!

      Curtir

    • Olá Luciano, obrigado pela visita. É só plantar normalmente mesmo. Só recomendo utilizar o solo do local onde ela foi encontrada ou procurar saber quais são as necessidade nutricionais dessa planta pois caso falte ou sobre algum nutriente pode estagnar o crescimento dela.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: